Memorial Nzo Diandelê

O Memorial Nzo Diandelê é uma homenagem as sacerdotisas Mãe Mira (Kasanji) e Mãe Bela (Kasendá). Diandelê era nome do espaço de religião de matriz africana, liderado por estas senhoras negras.

Trazemos neste espaço informações sobre a trajetória das sacerdotisas que foram iniciadas na Nação Kongo-Ngola, pelo saudoso Taata Manoel Guilherme de Menezes.

Mãe Mira é fundadora do Terreiro Caxuté, foi ela que entregou o Centro de Caboclo à Mãe Bárbara, que por sua vez foi formada pela tradição de Mãe Mira, em sua origem.  

As memórias, narrativas, trajetórias religiosas e as práticas pedagógicas das quais vamos falar são reafirmadas na Comunidade Caxuté, em Cajaíba, distrito de Maricoabo, Valença-BA, mas tem sua raiz na Rua das Flores e Rua do Cajueiro – ruas de Valença – onde ficava situado, o terreiro de Mãe Mira, matriarca de nossa tradição.

Taata Bankisi Luangomina

(Fundador e Diretor do Museu da Costa do Dendê)

0 Comentários

INSCRIÇÃO EM CURSOS

Enviando
©2018 DESIGN DIALOGICO: UMA ESTRATÉGIA PARA A GESTÃO CRIATIVA DE TERRITÓRIO
ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account